10 Métodos que Pessoas Maldosas Usam e Como Evitá-los

Um soco no nariz é óbvio e cura. No entanto, um ataque à autoestima – no momento certo e da maneira certa – pode durar a vida toda. – Dr. Jay Carter, psicólogo

Todos já tivemos a experiência de ser invalidados por certas pessoas em nossa vida. Quer seja alguém achegado, no trabalho ou num grupo social, sempre há aquela pessoa por quem nos sentimos maltratados.

Pior ainda, elas diminuem nossa autoestima numa forma sutil que passa despercebida pelos outros. Quando tentamos explicar como nos sentimos, essas pessoas facilmente viram a mesa, fazendo com que pareçamos ser sensíveis demais, críticos e estar errados.

Pessoas maldosas – também chamadas invalidadores – sabem como derrubar nossa autoestima. Neste artigo, gostaria de compartilhar com vocês 10 métodos das pessoas maldosas e como evitá-los.

Ao explorarmos esses métodos, você vai obter uma maior compreensão e consciência das pessoas na sua vida diária.

 

  1. Elas mantêm você em dúvida

pessoas maldosas

Um dos métodos de um invalidador é manter você num estado de incerteza. Nunca se sabe quando vão explodir e fazer algo que lhe incomode.

Por exemplo, vocês talvez passem a se entender melhor, riam juntos e desenvolvam confiança. A situação pode continuar assim por um tempo, mas de repente, do nada, o invalidador faz você ficar em incerteza de novo.

Você nunca sabe como se sentir na presença dessa pessoa e cria desculpas racionais para o comportamento dela, quase tentando se convencer de que gosta dela.

 

  1. Gostam de se projetar

pessoas maldosas

Pode-se explicar projeção de uma maneira bem simples: a pessoa responsabiliza você pelos sentimentos dela. Por exemplo, alguém que não gosta de você talvez diga: “Acho que você não gosta de mim.”

Essas pessoas conseguem facilmente fazer você se sentir culpado e precisar se explicar a elas. E, em vez de pensar nas intenções do invalidadores, você começa a questionar seus próprios sentimentos.

 

  1. Frequentemente usam de manipulação

manipulação pessoas maldosas

Manipulação tem a ver com controle. O invalidador precisa sentir que tem poder sobre você e muitas vezes faz você sentir que deve algo a ele. Esse comportamento pode ser visto em administradores e pessoas de autoridade.

Por exemplo, se o seu patrão lhe pedir para trabalhar até mais tarde, mas você tiver outro compromisso, ele vai tentar convencê-lo de que o trabalho é mais importante do que o seu compromisso.

Se você relembrar seu patrão que já fez serão antes, ele vai fazer parecer que isso foi um favor para você, ou que você devia isso a ele.

 

  1. Sempre julgam

Um invalidador que frequentemente julga você gosta de fingir que todo mundo concorda com ele.

Por exemplo, “você é irresponsável” é um julgamento que presume que você é assim como pessoa e todos concordariam com isso.

O invalidador julga porque, inconscientemente, quer atacar sua autoestima em vez de lidar com o verdadeiro problema, o que significaria assumir responsabilidade pelos próprios sentimentos. Mas invalidadores nunca assumem.

 

  1. Generalizam e exageram a verdade

Tenha cuidado com as generalizações. Um invalidador usa generalizações para exagerar verdades pequenas. Por exemplo, se você se esqueceu de limpar a casa, um invalidador poderia dizer: “Você nunca me ajuda!” (Tradução: “Você se esqueceu de limpar.”) Ou: “Você é inútil!” (Tradução: “Você se esqueceu de limpar.”)

Mais uma vez, isso é um ataque à sua autoestima em vez de ao verdadeiro problema. O problema é que a casa não está limpa, não que você não ajuda ou que é inútil.

 

  1. Atacam sutilmente

ataque psicológico

“Não quero chatear você, mas…” (Ele provavelmente quer chatear você.)

“Eu não quero interromper…” (Sim, claro!)

A voz de um invalidador que faz um ataque sutil sempre é suave.

O rosto dele também demonstra preocupação. Ele talvez até tente ser agradável, mas por trás disso vêm as pedras.

 

  1. São ambíguos

Uma mensagem ambígua normalmente é verbalizada num tom de voz grave – um tom de aversão. Por exemplo, um invalidador talvez pergunte:

“Como você está?”

Se você responder:

“Deixe-me em paz!” ele vai inocentemente espalhar para todos que você está de mau humor, afinal, ele só perguntou como você estava.

Pessoas maldosas podem ser muito dissimulados com mensagens ambíguas. Eles parecem inocentes aos observadores, mas você sempre consegue perceber algo diferente na maneira em que falam com você.

 

  1. Cortam a comunicação

Outra ferramenta valiosa para o invalidador é cortar a comunicação. Se estiver respondendo a uma pergunta sobre você mesmo, ele interrompe antes que você termine de falar.

Ou ele pode lhe fazer uma pergunta tendenciosa, como: “Você continua discutindo com seu/sua namorado(a)?” Não há como responder a essa pergunta sem que você pareça estar errado. O invalidador pode até lhe dar as costas no meio de uma conversa, deixando você com um monte de pensamentos entulhados na cabeça.

 

  1. Levantam e depois derrubam

Muitos invalidadores gostam de elevar você, para que se torne dependente deles. Dão a impressão de que sempre estarão ao seu lado, que você sempre pode compartilhar seus sentimentos mais íntimos com eles.

Sempre que você estiver inseguro ou ansioso, o invalidador vai chamar atenção às suas qualidades negativas. Assim, ele derruba você para se sentir superior e faz parecer que você precisa dele.

 

  1. Usam o chamado “duplo vínculo”

O duplo vínculo é um dos ataques mais ardilosos, pois você estará errado se fizer e também estará errado se não fizer.

Por exemplo, se você fizer um curso para melhorar a autoconfiança, seu/sua namorado(a) talvez fique com ciúmes e se sinta inseguro(a) por causa da sua renovada autoconfiança.

Então, ele(a) lhe dá o ultimato: “Ou eu, ou o curso.”

É claro que ninguém quer terminar um relacionamento por causa de um curso. O invalidador faz ameaças por causa das mudanças positivas que vocês faz na sua vida.

Como evitar as pessoas maldosas

Agora que exploramos os 10 métodos que pessoas maldosas usam, e como evitá-los, vocês compreendem melhor os invalidadores que encontram no cotidiano e as suas intenções.

Nessas circunstâncias, conhecimento é poder, porque nem sempre podemos evitar certas pessoas em nossa vida, mas podemos evitar nos sentir enlaçados por elas.

Podemos fazer isso simplesmente por estar mais alertas e cientes do comportamento das pessoas à nossa volta. E com esse novo nível de consciência, seremos mais confiantes e assertivos na próxima vez que interagirmos com elas

Leave a Reply

AutoEstima em 30 Dias