7 Lições de Vida Decisivas que Aprendi por Estudar uma nova Língua

Nas últimas 9 semanas, tenho estudado espanhol quase que em tempo integral e, durante esse tempo, percebi o quanto a vida é realmente interessante.

No momento, consigo compreender espanhol muito bem e escrever bem nessa língua. Nas próximas semanas, vou me concentrar quase exclusivamente em melhorar minha fala e me tornar o mais fluente possível.

O que percebi foi que eu cresço como pessoa independentemente do que faço, contanto que faça algo de que gosto.

Nessas semanas que passaram, fiz uma verdadeira imersão no espanhol e molhei os dedos do pé em algumas outras línguas. Está sendo muito divertido, mas também abriu meus olhos para outras áreas da vida.

Por exemplo, agora me sinto mais confiante para usar o inglês. Tenho uma percepção mais clara dos sons da língua inglesa e falar qualquer língua está sendo muito mais divertido.

Tudo o que fazemos tem impacto sobre todas as outras coisas. Nada fica isolado. E não importa com o que você se empolga, desde que faça algo que o deixe totalmente feliz.

A parte interessante de tudo isso é que é impossível saber aonde meus sentimentos vão me levar – o que dá um pouquinho mais de tempero à minha vida.

Dito isso, seguem-se as 7 lições que aprendi por estudar uma nova língua:

1. Crie o seu próprio currículo

Para ser completamente honesto, eu fiz um curso intensivo de espanhol há uns anos, mas não serviu para muita coisa. É claro, aprendi a pedir cerveja e perguntar onde fica o banheiro, mas no fim das contas, não foi útil e eu acabei não falando espanhol nenhum.

Eu não queria estudar espanhol da maneira tradicional, simplesmente porque leva tempo demais e não é eficaz. Comecei a me lembrar de como aprendi inglês quando minha idade ainda não tinha chegado à casa das dezenas.

Eu aprendi inglês por assistir a desenhos animados e filmes, e jogar videogames. Mais tarde, comecei a ler livros, bater papo na internet e assim por diante.

Isso me deu uma pista de como iria estudar espanhol. Primeiro, comecei a assistir a séries de TV dubladas. Conforme meu vocabulário aumentou, gradualmente passei a ler livros e bater papo na internet.

Há muitos mitos por aí quando o assunto é aprender outra língua. Exige trabalho árduo, mas é relativamente fácil se você estiver motivado e souber o que fazer.

2. Elimine as barreiras

Aprender uma nova língua não é apenas um desafio divertido, mas também lhe dará muita liberdade. Agora, posso viajar pela Espanha e América do Sul sem precisar depender do inglês.

Embora meu espanhol esteja longe de perfeito, consigo compreender e me comunicar sem problemas.

Se você ainda acha que aprender outra língua é impossível, que você não é capaz disso, é só porque ninguém lhe mostrou como fazer isso da maneira correta.

Você não está perdido para sempre só porque foi reprovado na escola. O que acontece na escola não influencia o que acontece na vida real.

3. Divirta-se / experimente

Aprender outra língua deve ser uma atividade divertida. Se não for, você não se sentirá suficientemente motivado para continuar quando as coisas ficarem mais difíceis.

Não existe uma única maneira correta de aprender uma língua. Ao fazer minha pesquisa inicial, descobri que, como em tantos outros campos, há defensores de cada um dos diferentes pontos de vista.

Alguns diziam que só se deve escutar a nova língua, e outros diziam que se deve começar a falar o mais depressa possível. O jeito certo de aprender é aquele que for divertido para você.

No meu caso, divertido significa assistir a séries de TV, ler livros, bater papo na internet e, depois, falar. Faço as mesmas coisas que gosto de fazer em inglês, mas em espanhol em vez disso.

4. Mantenha as suas metas em mente

É muito fácil eu acabar me perdendo em detalhes. Por isso, preciso ter em mente o que realmente estou tentando realizar.

Ao aprender espanhol, acabei me enrolando em tentar ser perfeito. Queria ter o sotaque dum nativo e falar impecavelmente.

No fim das contas, o que realmente importa para mim é ser capaz de ler, escrever e me comunicar com qualquer falante de espanhol. Não preciso falar com perfeição, porque isso é impossível.

Mesmo na minha língua nativa, cometo erros o tempo todo. Então, por que deveria esperar algo diferente em outra língua? Eu vou aprender na prática. Lembrar a mim mesmo de que sou humano me deixa muito mais relaxado.

5. Crie tempo

Sou muito bom em eliminar tarefas que não quero fazer. É claro, quando se trata de tempo, não ter um emprego me ajuda. Apesar disso, mesmo quando trabalho para mim mesmo, percebi que as horas podem facilmente escapar entre os dedos.

Sempre que me interesso por algo novo, coloco isso em primeiro lugar e ignoro todo o resto. Nestes últimos meses, como estava estudando espanhol, quase negligenciei meu blog e meu negócio.

Felizmente, como ainda me sinto motivado a escrever, não houve prejuízos. E certamente é útil ter algumas fontes de renda passivas que me ajudam a pagar o aluguel e sustentar meus hábitos alimentares.

6. Sair da zona de conforto

Aprender outra língua sem dúvida é desconfortável no início, especialmente se o fizer em estilo de imersão como eu.

Inicialmente, você não vai entender muito do que está acontecendo na série que assiste. Mas depois de um tempo, seu cérebro e seus ouvidos vão começar a se acostumar com os novos sons e os padrões da língua.

Você precisa perseverar e, antes que perceba, estará entendendo coisas que antes não entendia.

O mesmo vale para bater papo e falar. De início, talvez fique desanimado, porque só consegue pronunciar umas poucas palavras aqui e ali. Mas isso vai lhe mostrar quais são suas dificuldades.

Você vai adquirir pontos de experiência vitais após cada diálogo. O medo de errar sempre estará presente, mas se continuar progredindo, aprenderá cada vez mais.

7. Viva o presente

Eu sou o clássico super-realizador. Quando estabeleço metas, gosto de atingi-las. Isso tem suas vantagens e desvantagens.

Aprendo rápido e cumpro minhas tarefas, mas às vezes, pressiono a mim mesmo desnecessariamente e perco de vista o que estou fazendo.

Ao aprender espanhol, relembrei que na verdade não há pressa de chegar a algum lugar, contanto que esteja fazendo algo de que gosto.

Se estiver fazendo algo que o deixe totalmente feliz, você está no caminho certo, não importa o que outros pensem.

 

Artigo original : http://www.wakeupcloud.com/

Leave a Reply

AutoEstima em 30 Dias