8 Projetos de Vida para Ajudar Você a Superar a Baixa Auto estima

Todos nós caímos num estado de baixa auto estima quando nos vemos num mar de fracassos, depois de ter feito de tudo pra algo dar certo. Muitas vezes, não estamos falando de um monte de perdas, mas sim de um episódio em especial. Um relacionamento que não deu certo? Um trabalho que você não conseguiu? Uma prova em que você foi mal? O fim da carreira? 

Seja o que for, sempre repita a si mesmo que isso passará!

Mas quando você começa a viver uma série de pequenos fracassos, e não se sente capaz de levantar e dar a volta por cima imediatamente, você perde o controle e começa a desenvolver o hábito de se afundar. Mas ainda há esperança. Há uma maneira de sair do abismo da baixa auto estima.

Sempre que as pessoas me fazem perguntas sobre autoestima, tenho a sensação de que elas sabem o que fazer, mas não sabem como fazer. Hoje em dia, somos bombardeados por uma grande quantidade de informações sobre o auto-aperfeiçoamento. E é sempre a mesma coisa. Então, vamos quebrar essas ideias em projetos pessoais práticos que você pode começar a realizar imediatamente.

1. Faça uma lista das suas realizações.

Não foque nos fatos negativos. Todo este tempo, você conquistou muitas coisas na sua vida. Pergunte-se quais são elas! Ter conseguido se reconciliar num relacionamento com muitos altos e baixos? Ter terminado um curso, apesar de ter tido pouco tempo? Ter trabalhado para uma empresa top quando ninguém da sua faculdade foi admitido, exceto você? Ter conseguido criar uma família ou ajudado parentes que não teriam conseguido nada sem o seu apoio ou a sua contribuição?

Há muitas outras coisas que você pode pensar. Listá-las não é algo bobo. Elas são importantes. Elas te puxam pra cima. Elas fazem você se sentir importante. Elas fazem você se sentir mais bonito.

2. Crie um mural de sonhos.

Algumas das coisas que você listou como realizações podem ser o que eu chamo de “realizações acidentais”, porque elas nunca foram planeadas. Assim como você ter ido para escola nunca foi uma escolha sua, mas sim algo que todos fazem. Simplesmente aconteceu dessa maneira, sem que você percebesse. Mas você não pode se deixar levar pela sorte o tempo todo, não é?

Assuma o controle da sua vida e faça as coisas acontecerem para você e para aqueles que você ama. Você sabe que deve ter um sonho, um objetivo ou uma prioridade. Então, vamos colocar isso por escrito, preto no branco, ou devo dizer a cores, criando um mural de sonhos!

Pegue uma cartolina limpa ou um quadro que você possa pendurar em algum lugar e coloque imagens do que, e de quem, você quer se tornar nos próximos 5 anos e nos próximos 10 anos. Inclua a imagem de uma pessoa que você quer ser – talvez fisicamente, emocionalmente ou em qualquer outro aspecto da sua vida. Ponha este mural em algum lugar visível para que você possa vê-lo todos os dias, e pare de pensar nos contratempos . Comece a focar nos seus sonhos e objetivos.

3. Comece a fazer escolhas em relação a quem você quer ser, e não a quem os outros querem que você seja.

Em relação ao mural dos sonhos, veja este processo como uma reflexão pessoal sobre o tipo da pessoa que você é. Pergunte-se: estou agindo como eu mesmo, ou estou tentando projetar uma pessoa diferente? Você pode ser aquela pessoa inspiradora que atrai a atenção de todos. Ou o estudante que conseguiu ir pra Harvard e agora é um líder corporativo bem-sucedido. Ou aquele cara bem articulado que sabe falar de forma segura no palco.

Há pressão sobre qualquer um de nós para seguir determinadas figuras em nosso meio. Se isto for forte, você tem que lutar contra a corrente e ser você mesmo. Lutar contra a maré significa aprender a se expressar com seu próprio estilo, conduzindo a sua equipe na maneira mais eficaz que você conhecer, ou escolher aquele trajeto diferente em que você sente que estará bem.

4. Desenvolva o hábito de fazer autoafirmações.

Uma grande parte de quem e do que somos provêm de como fomos criados pelos nossos pais ou familiares. Quaisquer palavras, imagens e ações que vimos quando éramos crianças foram absorvidas pelo nosso sistema. E cabe a nós – agora – decidir como vamos interpretá-las.

O futuro está logo ali na frente, e se quisermos assumir o controle das nossas vidas, temos que levar as coisas boas que aprendemos e desapegar daquelas que não estão nos ajudando. E nós podemos fazer isso usando afirmações pessoais para nos motivar.

As autoafirmações são declarações positivas que descrevem uma situação desejada, repetida muitas vezes para influenciar o subconsciente a tomar medidas positivas. Ao fazer isso, nós inserimos em nossos sistemas uma atitude diferente para nos ajudar a continuar indo em frente, apesar das dificuldades. Aqui está um exemplo: Sou capaz de alcançar meu objetivo!

5. Transmita autoconfiança.

Se você não sabe fazer, finja saber! Este ditado parece bobo, mas é sério. Autoconfiança tem a ver com a estória da galinha e do ovo. Você não pode ter autoconfiança se você não souber como ela é, se você não a experimentar. Mas, onde você vai ganhar confiança, se você não a tem? Então, é aqui que entra a auto-intervenção.

Você pode copiar a confiança de seus personagens favoritos em séries e filmes, ou observar chefes do mundo real e modelos de sucesso. Eu gosto de olhar para esses líderes de equipe em filmes que falam de justiça e crime. Eles me mostram como transmitir assertividade e confiança. As principais coisas a lembrar, são: Pratique o que você tem para dizer (até que se torne fácil ser mais espontâneo). Cuide da sua linguagem corporal e da sua postura. Reduza a tensão interna fazendo exercícios de respiração.

6. Crie seu ambiente de confiança e apoio.

É mais fácil transmitir autoconfiança quando você tem uma família e amigos que te apoiam bastante. Eles serão a sua primeira linha de ‘apresentação’, ao fazer esse movimento mais confiante. Quando você chegar no campo de batalha real, onde você precisará mostrar a sua autoconfiança, faça novos amigos e contatos. Inicie conversas para aliviar a tensão na sala. Conheça pessoas nos lugares onde você sente que a sua autoestima está sendo desafiada.

Quando você começar a estabelecer relações, as barreiras cairão. Então, a sua confiança será vista pelas pessoas naquele ambiente e você encontrará um monte de gente que proporcionará mais apoio pra você.

7. Aumente a sua exposição social.

Pratique, pratique, pratique. Os melhores artistas e líderes tiveram sucesso porque praticaram. Não há outra maneira. Isso também serve para a autoestima e para a autoconfiança. Defina um tom para si mesmo e se acostume com ele.

Misture-se nas baladas e encontros sociais para que você se acostume a falar com as pessoas, chegando naquelas acessíveis, socializando em festas, conhecendo pessoas, tendo conversas pessoais e empresariais, etc. Você pode participar de eventos na sua área profissional, se quiser melhorar as suas habilidades de oratória e de liderança. Você pode participar de um clube de esportes local, só para se misturar e equilibrar a saúde física e a saúde “social”. Você pode participar de um clube de negócios para ajudar a fazer mais contatos de negócios e, neste processo, você afia as suas habilidades em falar de negócios.

8. Entre em contato com pessoas que estão precisando.

Agora você pergunta: “isso é importante para melhorar a autoconfiança?” Muitas vezes, as pessoas com baixa auto estima parecem achar mais fácil falar com aqueles que são carentes ou com aqueles em necessidade. Porque é quando eles se sentem capazes de se expressar com mais facilidade e têm menos medo de ter que atender às altas expectativas dos outros.

Mas, mais importante, entrar em contato com essas pessoas fará você parar de pensar em si mesmo e começar a pensar no que você pode fazer para ajudar os outros, encontrando um propósito significativo ou uma contribuição, e passando a se sentir mais inspirado para melhorar a si mesmo e para servir aos outros. Em relação ao #7, exponha-se em atividades orientadas para as pessoas, tais como participar de clubes ou organizações onde você não só aprimorará suas habilidades específicas, ou se acostumará a falar, mas também será capaz de oferecer as suas próprias habilidades para servir.

Hora de dar um passo à frente

Quais das dicas nesta lista você se sente mais confortável para realizar? Vá em frente! Escolha uma dica por semana e veja como você pode desenvolver o hábito de se impulsionar para melhorar a sua autoconfiança e a sua autoestima.

Hoje, a melhor maneira de tomar uma atitude eficaz é conseguir fazer com que aqueles ao seu redor sintam a sua verdadeira mudança, e observar como isso irá afetá-los. Eu te desafio a escolher de 3 a 4 projetos mencionados acima e comprometer-se a realizá-los. Seja uma daquelas almas corajosas que assumem a responsabilidade sobre suas próprias vidas!

 

Artigo Orginal : http://www.lifehack.org/articles/communication/8-life-projects-help-you-overcome-low-self-esteem.html

 

Leave a Reply

AutoEstima em 30 Dias