Como Mudar Sua Vida

Muitas vezes ouvimos dizer que fazer mudanças é desconfortável e difícil, que inevitavelmente envolve dor e que mudar sua vida é lutar contra o status quo. Mas existe outro caminho. As mudanças podem ser suaves, espontâneas e naturais – podem nem exigir esforço. Com a abordagem correta, grandes mudanças podem acontecer, sem os distúrbios que normalmente associaríamos com elas.

Você cria sua própria experiência de vida

Aparentemente é uma regra da natureza que coisas semelhantes se agrupem. Pessoas de formação social ou cultural parecida se atraem pela visão de mundo que compartilham; os ricos e famosos socializam com outros dentro do seu próprio círculo; ideias científicas parecem surgir mais ou menos ao mesmo tempo. Desta observação, vem à mente o ditado “Cada qual com seu igual.”

Da mesma forma, nossos pensamentos tendem a atrair as condições que vivenciamos. Joseph Murphy escreveu no seu hoje famoso livro, O poder do subconsciente:

“Tudo o que já lhe aconteceu foi por causa de pensamentos fixados no seu subconsciente através da crença… A maneira de pensar habitual do seu subconsciente estabelece sulcos profundos… Se seus pensamentos forem harmoniosos, pacíficos e construtivos, seu subconsciente reagirá criando harmonia, paz e condições construtivas.”

Nossa experiência de vida é um reflexo de nosso mundo interior. A paisagem que pintamos com nossa mente se torna aquela que percorremos todos os dias. Somos os arquitetos, os criadores de nossos mundos. Muitas pessoas não têm consciência disso, achando que a vida ‘simplesmente acontece’, que os eventos ocorrem por acaso, que estão eternamente à mercê de acontecimentos aleatórios. Se quiser mudar sua vida, precisará assumir a responsabilidade de criar sua experiência. Seus pensamentos atraem à sua vida experiências de qualidade semelhante; por isso, é vital que sua maneira de pensar seja construtiva, positiva e afirmativa.

Sentir-se bem é o segredo da mudança

Ao passo que a maioria das pessoas criam as condições de suas vidas no automático, a prática de direcionar sua atenção deliberadamente pode causar uma enorme mudança em sua vida. Esse não precisa ser um processo difícil nem complicado; não é necessário controle da mente, meditação, visualizações nem intermináveis afirmações. A natureza providenciou uma ferramenta de navegação para nós: nossos sentimentos.

Sentimentos ruins não deveriam ser ignorados ou suprimidos – eles lhe dizem algo importante. Quando você se sente mal – ansioso, preocupado, temeroso, deprimido – algo está errado, e você está recebendo o sinal de que sua maneira de pensar não está atraindo para sua vida as experiências que realmente deseja.

Deve-se reconhecer e aceitar esses sentimentos e lidar com eles. Novamente, não há necessidade de métodos complicados para eliminá-los. Quando tomar consciência desses sentimentos, saberá que seus pensamentos se desviaram para o caminho errado; suavemente, redirecione seus pensamentos para o que é positivo e fortalecedor.

Quando você se sente muito mal, pode ser difícil enxergar uma saída, e é importante não exigir demais de si mesmo. Sentimentos de alívio, esperança ou otimismo são muitas vezes as coisas mais fáceis de alcançar. Relaxe, aceite que está tudo bem e que a vida tende a apoiá-lo quando você para de lutar tanto contra os problemas. Quando uma pessoa que está se afogando para de se debater, ela flutua. Pensamentos dessa natureza – e os sentimentos melhores que os acompanham – são aquilo que precisamos encontrar.

As mudanças levam tempo

Às vezes, uma revolução acontece. Em resultado de uma mudança repentina em nossa paisagem mental – uma alteração de paradigma – nossa vida pode mudar tremendamente de uma só vez. Depois de anos tentando, certo dia parei de fumar. Simplesmente parei e nunca mais fumei um cigarro.

Essas mudanças repentinas, no entanto, não são o curso normal das coisas. A maioria das mudanças levam tempo – elas crescem e amadurecem. As trilhas entalhadas em nossa mente por anos – ou décadas – de pensamento rotineiro não são instantaneamente apagadas; elas ficam menos definidas por falta de uso, ao mesmo tempo em que novas trilhas são estabelecidas, vagarosa mas decididamente, conforme as construímos passo a passo, e logo se tornam rodovias bem trilhadas.

Tentar acelerar o ritmo das mudanças pode levar ao desastre – tentar puxar a grama para que cresça mais depressa só vai matá-la. Um rio raramente segue um curso reto; em vez disso, serpenteia ao redor da forma natural da paisagem, restringindo-se ao pontos mais baixos, circundando montanhas e colinas. Mas a água continua fluindo e, finalmente, alcança o mar.

A natureza não se apressa; ainda assim, tudo é realizado. (Tao Te Ching)

É preciso ser persistente

Uma nova trilha só se estabelece porque as pessoas persistem em caminhar por ela. Vai levar tempo para as novas trilhas que você está fazendo nos seus padrões de pensamento se estabelecerem, e elas serão fracas no início. Seus pensamentos podem continuar a se desviar de volta para os antigos padrões negativos. Não importa – continue seguindo e, com o tempo, vai se impressionar quando analisar o quanto avançou.

Todas as jornadas avançam um passo de cada vez, e mudar sua vida é reconhecer que o processo é importante. Relaxe, aproveite a viagem, divirta-se.

Mudanças podem ser desconfortáveis

Quando trilhamos novos rumos, as rotas menos conhecidas que nossa mente precisa tomar podem parecer estranhas e, como tais, um pouco confusas. Consegue se lembrar de alguma ocasião em que estava numa situação pouco familiar? Talvez tenha começado num novo emprego ou se mudado para outra cidade. De início, era desconfortável. Mas logo você se acostumou com a nova situação e passou a se sentir melhor.

O motivo dos sentimentos de desconforto foi, como sempre, resultado dos seus pensamentos – você provavelmente temia o que poderia dar errado, temia não conseguir lidar com a situação, não se sair bem e assim por diante. É possível reduzir esse “medo do desconhecido” por suavemente guiar seus pensamentos em uma direção que lhe dê afirmação e apoio. Mudar sua vida é recusar-se a fugir de novas situações por insegurança. Mesmo nessas ocasiões, você pode se sentir bem. Lembre-se: Você é amado(a). Está tudo bem.

A ação não leva à mudança; a mudança leva à ação

Pode parecer um contrassenso, mas o esforço não resulta em mudanças duradouras e sucesso. Se resultasse, todas as pessoas que trabalham como escravas dia após dia, ano após ano, em empregos que odeiam seriam bem-sucedidas e felizes. Orquestrar o tipo de vida que você deseja não é uma questão de esforço – é uma questão de ter o tipo certo de pensamentos atraindo experiências à sua vida. Mudar sua vida é parar de se concentrar no esforço e passar a se concentrar em aproveitar a vida. A ação é a maneira como aproveitamos a vida que criamos, não a maneira como criamos essa vida.

Deixe-se levar

O segredo da mudança duradoura é deixar-se levar pelo fluxo de seu bem-estar natural. Não há pressa. A correnteza da vida vai carregá-lo.

Tudo se realiza quando se deixa fluir. O mundo é conquistado por aqueles que deixam fluir. Mas quando se tenta e tenta, o mundo fica além de conquista. (Tao Te Ching)

A água é uma analogia apropriada. Ela procura o terreno mais baixo e sempre cede à resistência. Porém, com o passar de muitos anos, a água pode desgastar rochas pontiagudas em pequenos seixos lisos e entalhar canais largos e profundos através da paisagem. É assim que as mudanças acontecem.

É inútil resistir ao fluxo natural da vida. Podemos facilmente ficar obcecados com adquirir algo ou chegar a algum lugar, mas querer algo tanto assim afasta a coisa desejada. Mudar sua vida é procurar ‘seguir sua felicidade’, é deixar-se levar pela corrente. Deixe fluir, relaxe, mergulhe na vida. Ela pode levá-lo a maravilhosas novas praias.

Um desafio dos trinta dias

Pelos próximos 30 dias, comece cada manhã com a intenção de estar ciente dos próprios sentimentos. Quando perceber qualquer tipo de negatividade ao longo do dia, suavemente altere o rumo dos seus pensamentos para algo que o faça sentir-se melhor. Esse ‘sentimento melhor’ não precisa ser extremo – não estamos falando de êxtase, pular de alegria ou se apaixonar (embora isso seria excelente!). Apenas busque algo ligeiramente melhor – uma sensação de alívio, gratidão, expectativa – qualquer coisa que mude seu foco de: ‘Isso está errado; não quero isso’, para: ‘Gosto disso; isso é bom.’

* * *

De início, pode ser difícil. Os velhos padrões são fortes e leva tempo para enfraquecerem. Após 30 dias, você vai notar a diferença. As coisas terão melhorado – mais coisas boas estarão aparecendo, e você se sentirá menos incomodado pelo que é ruim; isso não vai mais importar tanto.

Pode levar tempo para criar uma nova maneira de pensar, mas praticar com suavidade e persistência é o segredo do sucesso, como acontece com qualquer outra coisa. Muitas gotas enchem um balde. Talvez mudar sua vida não seja tão difícil assim.

Leave a Reply

AutoEstima em 30 Dias